Aécio Neves denuncia manobra de governo para distrair a população

Depois de uma semana corrida em Brasília, alguns partidos da oposição concluíram que seria preciso reformar a política do Brasil.  A ideia inicial foi da Presidente Dilma Rousseff em encontro com representantes de diferentes estados nesta segunda-feira (24) para dialogar sobre a crise. O senador da oposição Aécio Neves presidente do PSDB afirmou que é um bom momento para uma reforma na política do Brasil mas foi contrário ao método sugerido por Dilma.

Após a reunião, foi elaborada uma medida diferente apoiando a ideia de referendo e expôs, junto a outros líderes opositores, várias medidas para ajudar na administração do Brasil e dar reposta às demandas do povo. O pré-candidato à presidente em 2014 Aécio Neves mostrou que a Presidente utiliza manobras diversionistas para distrair o público a respeito da sua falta de competência em resolver as necessidades sociais imperativas descuidando  assim da economia e dos níveis de inflação. Vários líderes da oposição foram mais incendiários e afirmaram que a Dilma Rousseff tentou uma medida golpista ao propor a Constituinte Exclusiva.

A sugestão oficial de Constituinte foi abandonada por Dilma Rousseff um dia depois de ser proposta, mas ela continua com a opção de convocar um plebiscito para Reforma. Já o líder do PSDB divulgou proposta feita pela oposição em muitas oportunidades, em roda de jornalistas, reuniões do Senado, redes sociais e blogs, pedindo sempre aportes de diferentes partidos e solicitando da presidente Dilma clareza e transparência nas propostas, afirmando também que já leva bastante tempo no poder para propor uma reforma na política com pautas claras e objetivas e que hoje parece estar perdida, praticamente “nas cordas”.

Aécio Neves propõe arquivo de projeto do trem bala

Aécio Neves presidente do PSDB, sugeriu que a proposta do trem bala no Brasil seja arquivada e tratou de “desatino” projeto do governo. Lembrou que passamos por uma grande crise do no transporte público nacional. Recordando que um dos principais motivos de protestos na rua de várias cidades do país é a falta de novos investimentos, altos preços e baixíssima qualidade no transporte.

O pré-candidato a representar o partido tucano nas próximas eleições para presidente Aécio Neves em 2014, se manifestou após anuncio de Bernardo Figueiredo, presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL) sobre oficialização da Taxa Interna de retorno do trem de alta velocidade ainda nesta sexta-feira 28 de junho.

 

O senador assumiu que a soma absurda de R$ 35 bilhões que é destinada a obras relacionadas ao trem bala é um desproposito, que devem ser injetados no transporte público a fim de melhorar e baratear serviço de ônibus e metrôs. Afirmou que demostra ausência de estratégia do oficialismo para tratar das reivindicações da população que se encontra nas ruas e ainda se dá ao luxo de dedicar muito tempo e recursos para apurar leilão para construção de trem de alta velocidade.

A construção do trem bala continua causando polemica e oficialismo busca poder oficializar a Taxa ainda sexta-feira para preservar datas de licitação do trem de alta velocidade que une Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. A primeira parte do leilão será no dia 13 de agosto e espera ser concluída em setembro. Setores opositores ao executivo tentam impedir a proposta

Aécio Neves condena quadrilhas da internet que fazem difamação

O “Mensalet” ou “mensalão da internet” trata-se de uma quadrilha que realiza difamações na internet. Em sua coluna no jornal Folha de São Paulo, o pré-candidato à presidência da República e  presidente do PSDB, Aécio Neves elogiou a coragem da ex-senadora Marina Silva ao falar sobre um tema que impressiona a quem frequenta o mundo das redes sociais.

Para Aécio Neves, presidente do PSDB,, acusações que jamais serão comprovadas, por serem falsas, são postadas e repostadas diariamente para disseminar calúnias e a tentar destruir reputações.

“Esse tipo de ação covarde é um lado da moeda que, na outra face, tenta controlar a imprensa, impedir a formação de novos partidos, defender a remoção do direito de investigação do MP e a submissão das decisões do STF à maioria governista no Congresso”, disse o senador e pré-candidato às eleições de 2014, Aécio Neves.

Aécio Neves aparece no Programa do Ratinho

Em entrevista concedida ao programa do Ratinho, no SBT, Aécio Neves concedeu apoio ao projeto do governador de São Paulo no combate às drogas.

Durante o quadro o atual  presidente do PSDB Aécio Neves  elogiou os atuais projetos do governador Geraldo Alckmin, que  combatem às drogas e o outro que amplia de três para até oito anos o período de internação para menores que cometerem crimes graves.

“Há uma bomba-relógio preparada para o futuro, porque o governo vem aumentando de forma rigorosa os gastos correntes mais do que o crescimento da economia e essa é uma conta que não fecha”, disse Aécio Neves, presidente do PSDB, a jornalistas ao entrar no estúdio do SBT para participar do Programa do Ratinho.